Gastronomia

Delivery: maneiras de aderir à tele-entrega

  • EditorChefe
  • data
  • 0
  • 0

Mais do que servir boas refeições e bebidas, os bares e restaurantes costumam oferecer experiências aos seus clientes. Mas, como todos sabemos, tudo mudou recentemente! O delivery, ao que tudo indica, ganhará ainda mais relevância nos próximos anos e nós do Notícias e Negócios vamos te mostrar as melhores maneiras de aderir ao sistema da tele-entrega.

Pedir lanche em casa é uma prática que não surgiu agora. A famosa tele-entrega existe há anos, mas o que vem mudando é a aceitação desse sistema que antes era visto apenas como método para alimentos “baratos” (e que não precisavam de “boa apresentação”) como x-saladas, pizzas, cachorro quente e outros produtos.

Para se comer algo mais elaborado era necessário tirar o pijama, sair do sofá e ir até um restaurante no centro da cidade. Agora o “sofisticado” ou o diferencial está vindo até você por meio da (agora) democrática tele-entrega, seja por pedidos pelo telefone ou por aplicativos especializados em delivery.

O efeito Coronavírus


O ex-presidente brasileiro e criador de Brasília, Juscelino Kubitschek, tinha como lema “50 anos em 5”. Construindo em pleno cerrado, no coração do Brasil, a emblemática e cheia de significado capital federal do Brasil.

O Coronavírus, a pandemia do Covid-19, que assolou praticamente todos os países do mundo, não têm nenhum mérito. Mas teve papel de acelerador de processos, no que podemos chamar de 50 anos em 5 para muitas empresas, entidades, comunidades e nações, que já vinham se moldado ao uso da tecnologia e outros métodos. O Covid-19 nos forçou a ir e ver além, ou nos adaptamos a uma nova realidade ou estaremos fadados a cometermos os mesmos erros, por falta de planejamento e do uso das ferramentas tecnológicas.

No ramo gastronômico e tudo que envolva o delivery, será necessário acompanhar alguns processos que agora são fundamentais para o bom andamento do negócio. Quem não acompanhar esse novo sistema em curto prazo, corre o risco de perder espaço no mercado rapidamente para aqueles que fizeram a lição de casa.

Estratégias são cruciais no delivery


Antes de você, de fato, entrar no delivery, é preciso que você replaneje muitas coisas na sua empresa. Pois mesmo que pareça “fácil” saiba que é preciso um trabalho logístico muito bem elaborado para dar início as operações por delivery.

Se você e o seu negócio preza pela apresentação do produto, esse será então um dos primeiros grandes desafios a serem estudados. Sabemos que o delivery tem um toque de urgência. Quem pede algo geralmente se lembra de pedir quando está com fome, certo? Não há tempo para oferecer carta de vinhos, petiscos e entradas como acontece nos restaurantes físicos. O cliente quer apenas comer e na maioria dos casos quer que o produto chegue “pra ontem”.  

Apresentação no delivery conta muito!


Já que você não pode oferecer a beleza, a temática ou o conforto do seu restaurante de forma física, a experiência que você terá que ofertar para o cliente muda totalmente no sistema de entrega.

A embalagem tem que ser especial, de qualidade, resistentes, mas ao mesmo tempo (de preferência) ter preocupações com o meio ambiente, optando por materiais degradáveis ou que possam ser descartados. A embalagem deve manter a comida aquecida e dentro dos padrões aceitáveis de apresentação, isso requer instruções especificas desde a colocação dos alimentos nas embalagens até orientações para os entregadores (geralmente motoboys que guiam rápido para entregar a tempo) não “desmontem” tudo que foi meticulosamente montando, tudo tem que ser feito com muito cuidado e zelo pelos produtos, essa será a nova experiência que você vai ofertar aos seus clientes.



O produto, comida ou bebida, podem ser bons, mas se chegarem “bagunçados” podem fazer com que você perca os clientes para estabelecimentos mais preocupados com a apresentação dos pratos. Estratégia, comunicação e orientação aos profissionais e colaboradores é fundamental nesse momento. Estratégia, comunicação, apresentação, lembre-se desses tópicos.   

Presença nas redes sociais


Quem aposta apenas na propagando boca a boca pode se dar mal neste momento! Com o isolamento social em alta em todo o mundo o boca a boca (físico) passa a acontecer de forma virtual, na internet, por meio das redes sociais. Bares e restaurantes tradicionais que possuem apenas páginas com intuito de deixar a localização e o horário de funcionamento visíveis aos seus clientes terão que ir além disso.

Gestão de mídias sociais será fundamental nesse momento. Não apenas para atualizar as páginas, mas responder aos clientes, estar atento a sugestões, críticas construtivas e muito mais. 



O sistema de delivery cresce muito por aplicativos e seu estabelecimento deve estar cadastrado nesses apps, será a sua nova fachada para os clientes. Aplicativos como IFood® e Uber Eats®, por exemplo, são extremamente utilizados pelos brasileiros que buscam neles comodidade e segurança, pois se sentem mais seguros pedindo alimentos cadastrados em um aplicativo de alimentação respeitado e bem avaliado.  

Entrar para o delivery requer pelo menos um profissional capacitado e atualizado nas redes sociais, de preferência que tenha cursado algo relacionado a gestão de mídias. E deixamos uma sugestão de curso profissionalizante nessa área, basta clicar aqui.

A hora da mudança e aperfeiçoamento é agora, se adapte ao novo normal e continue a lucrar com seu negócio.