Pequenos Negócios

Influencer é a profissão do momento

  • EditorChefe
  • data
  • 0
  • 0

Com o avanço crescente do acesso à internet no mundo, novas profissões vêm surgindo constantemente. Uma que tem atraído a atenção de milhões de pessoas em todo globo é a de influenciador digital ou influencer, como é mais conhecida e é a profissão do momento.

Mas afinal o que faz um influenciador? Bom, tecnicamente é o que o nome sugere mesmo, ele influencia seus seguidores. Cada influencer segue um nicho de mercado, que pode ser moda (existem bastante influencers nessa área), gastronomia, turismo, cultura, religião, política, esporte e muitos outros temas.

Ele costuma fazer propaganda, comparar, mostrar, utilizar determinados produtos ou serviços, debater assuntos em alta sobre seu tema em questão, produzindo conteúdo para suas redes sociais. O influencer costuma ser expert na sua área e seus seguidores tendem a confiar nas avaliações dele.

O queridinho dos influencers

Influencer trabalha nas redes sociais e pode garantir bons resultados financeiros

Existem muitas mídias sociais. Porém os influencers utilizam com mais frequência o Instagram® e em segundo plano o Facebook®, é o caso da influencer de moda Tamires Luciete, do @blogbelezaemfoco.

“A mídia que mais utilizo é o Instagram®, que é uma plataforma muito popular em todo o mundo. Ela possui recursos interessantes para influencers e é uma mídia que está sempre na moda e o setor se identificou com ela”, afirma Tamires.

Não por acaso a plataforma é uma das mais utilizadas no planeta, só no Brasil são 66 milhões de contas ativas, sendo o segundo maior mercado da mídia social. Na frente estão os Estados Unidos da América, com mais de 110 milhões de contas ativas no Instagram®.

Da foto para o vídeo


Parte dos influencers também estão no YouTube®, que é atualmente um “canhão” no quesito de alcance, assim como as outras principais mídias do momento. A plataforma de vídeos é hoje um dos veículos de comunicação mais acessados do mundo e, por consequência, um dos que têm uma das maiores audiências do planeta.

Cresce constantemente o número de youtuber, nome dado ao profissional que se dedica a produção de conteúdo para mídia social, que podem ou não ser influencers, depende do uso que ele faz do seu canal. Quanto ao fato do poderio do YouTube®, não estamos exagerando, acredite! Os números de postagem e de visualizações são astronômicos!

Para termos uma ideia do poder do YouTube®, são aproximadamente 60 horas de vídeos “subidos” por segundo, em milhões de canais. A cada segundo, uma hora de material novo já está disponível na rede social.  Outro número impressionante são os de vídeos acessados. São aproximadamente 4 bilhões de visualizações das mais diversas produções. Mas porque tanto frenesi em volta dessa rede social? A resposta é simples, se une o útil ao agradável!

Influencer e a originalidade


Uma das dicas do Daniel Santos do canal Não Famoso®, como youtuber e influencer das redes, é buscar fazer o que ninguém ainda está fazendo, ser autêntico, ter uma identidade própria. Segundo ele a plataforma tem muito do mesmo, todos os dias surgem youtubers novos tentando seu espaço, se não ter um diferencial, algo que chame atenção para você, é mais difícil se manter.

“Meu diferenciar foi fazer análises musicais e paródias, quando comecei, ninguém fazia análises, eu fui o segundo do YouTube® Brasil a postar paródias musicais produzidas. Pensar em algo novo é importante para conseguir um espaço” ressalta o youtuber.  

Já Tamires conta que é essencial que o influencer não deixe que os números “subam para a cabeça”. É fundamental permanecer sendo você mesmo.

“Há pessoas que fazem muito sucesso nas mídias e começam a ficar realmente famosas pelo seu trabalho e desempenho como influencer, em muitos casos essas pessoas perdem sua essência, de quando começaram. Mudam o estilo, deixam o poder subir à cabeça. Nesses casos além de perder a originalidade perdem também a humildade”, conta Tamires.

Quero ser um influencer, como faz?


Talvez a originalidade ainda seja o carro chefe para que seu perfil ou canal faça sucesso e você consiga os tão sonhados seguidores e a fama. Mas para você que quer começar, saiba que não existem receitas corretas. Daniel Santos explica que já fez vídeos que criou nele muita expectativa por resultados, e não deram tão certo assim.

“Outros que eu não apostava tanto, acabavam me surpreendendo positivamente, alcançando mais de um milhão de visualizações. A frustração talvez seja uma fase que todos tenham que experimentar, passar por ela. Hoje, mais maduro nessa questão, meu foco é em postar e não criar muitas expectativas, se tiver views, fico feliz, se não tiver, continuo postando até acertar”, conta o youtuber. Outra receita que surte efeito é focar no seu trabalho. Tamires Luciete explica que embora existam muitos influencers hoje em dia, cada um desempenha um papel diferente.

“São mercados diferentes, lojas diferentes. Observar o trabalho dos outros é importante, mas manter-se firme no seu conteúdo é primordial, não vejo concorrência nesse mundo de influencers e sim oportunidades para que, cada vez mais, um número maior de serviços possa ser prestados para a população, de diferentes segmentos, lojas e serviços”, explica Luciete.

Conteúdo não é tudo!


Acredite, você pode ser um mestre em determinado assunto, mas há algo que os seguidores prezam em seus influencers, a qualidade da imagem, sendo ela foto ou vídeo. Quando falamos em qualidade há uma gama de fatores quem fazem o vídeo ser bem-sucedido. A iluminação adequada, o cenário, o som do microfone, a qualidade da câmera que fez a foto ou o vídeo, detalhes que fazem a diferença no seu sucesso como influencer. Por isso existem cursos específicos que auxiliam as pessoas a se aventurarem por essa parte mais “técnica”.

“Acredito que um curso pode ser de extrema utilidade para um iniciante em qualquer que seja a plataforma que ele escolher, pois a concorrência é gigante, saber como tudo funciona e estar mais adaptado com esse universo é essencial para encontrar o caminho do crescimento”, afirma Daniel.

Tamires reforça que a qualidade das imagens reflete diretamente no sucesso do perfil. “Uma foto boa, com um bom ângulo, uma boa iluminação, uma boa make, todo o conjunto faz parte do sucesso do influencer, afetando diretamente no engajamento das publicações”, explica ela.

Empresas do ramo da educação profissionalizante, por exemplo, já oferecem cursos específicos para essa área. É o caso do Instituto Mix de Profissões. A empresa disponibiliza cursos para Youtuber Básico, Avançado e Gestão de Mídias Digitais.

Lidando com os comentários


Quando você entrar no mundo da internet saiba que muitas pessoas vão amar o que você publicar, suas opiniões e avaliações, mas também vão existir aqueles que, sem dó nem piedade, irão criticar duramente suas postagens, na internet são conhecidos como “haters”. Eles podem pegar no seu pé por divergirem da sua opinião, você terá que ter em mente que a internet é democrática nos comentários. Embora, obviamente, existem limites para críticas construtivas e críticas cruéis, que podem inclusive se tornar em processos judiciais.

Youtuber experiente, Daniel Santos, aprendeu a lidar com todos os tipos de comentários. “Sempre haverão os ‘haters’, mas aprendi a focar nos fãs, valorizar apenas críticas construtivas e os comentários de quem curte aquilo que faço”, destaca Santos.

Tamires explica que no mundo da moda, também existem pessoas que divergem das opiniões dela e nesses casos ela busca conversar com essas pessoas para entender os motivos que as levaram a comentar negativamente no perfil.

“Na maioria dos casos eu consigo ter uma boa conversa e discutir sobre os estilos e como fazer com que as combinações de moda se enquadrem aos padrões de quem comentou, orientando e buscando entender as necessidades dela, isso faz parte do trabalho”, conta Tamires.

Vale a pena ser influencer


Para Daniel, youtuber, se depender apenas da receita gerada pelo Google® Adsense, é muito difícil conseguir seu sustento das mídias. “Mas, assim como no Instagram® e outras plataformas, se você conquista um bom público, você pode fechar parcerias e patrocínios em vídeos específicos, isso pode dar um bom retorno, mesmo não sendo um canal tão grande”, explica ele.

Tamires, por exemplo, embora ame a profissão de influencer, não consegue se manter só com as mídias. “Atualmente trabalho na gestão de mídias sociais de algumas empresas, o que me garante uma renda fixa, por enquanto viver apenas como influencer não dá para me manter, mas é algo que eu gosto e vou continuar fazendo, o importante é ter uma rende extra para complementar sua função como influencer e fazer aquilo que você ama”, conclui ela.