Pequenos Negócios

Como empreender e ter qualidade de vida

  • EditorChefe
  • data
  • 0
  • 0

Noites mal dormidas, preocupações se o negócio vai vingar, burocracias intermináveis, os primeiros problemas a serem enfrentados, a lista é longa. A vida do empreendedor pode ser um caminho árduo com muitos obstáculos pela frente. Em meio a tantas preocupações, surge a dúvida: é possível empreender e manter a qualidade de vida?

Sim, é possível manter a cabeça no lugar e empreender sem você prejudicar muito o seu bem-estar, por outro lado, muitas pessoas se atolam em seus trabalhos e se esquecem que é preciso desacelerar, prestar atenção nos momentos com a família e os amigos. Saber desligar o modo “on” e ativar o modo “off” é essencial para aproveitar a vida de uma maneira mais saudável.

Aqueles que desejam empreender precisam ter muito mais atenção nessas horas. Abrir o próprio negócio e mudar de carreira são atividades que exigem muito conhecimento e jogo de cintura, haverá sempre a pressão por resultados positivos. Mas não é necessário ter pressa. Ninguém alcança o sucesso da noite para o dia, por isso, você ainda tem um longo caminho pela frente se você está começando agora ou pretende dar início em curto prazo.

Direcionar seus esforços apenas para questões profissionais é uma atitude equivocada, e você deve evitá-la a todo custo, pois isso pode atrapalhar sua produtividade, por mais contraditório que isso possa parecer, quanto mais você se atola no trabalho, menos ele vai parecer render, mais esgotado você vai ficar e isso prejudicará e muito sua qualidade de vida no final das contas, podendo, até mesmo, afetar os resultados do seu negócio.

Vamos ao princípio: o que é qualidade de vida? 


De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) qualidade de vida é a percepção que um indivíduo tem sobre o seu posicionamento na vida, considerando os valores culturais em que está inserido. Tenha muita atenção para não confundir essa ideia com o “padrão de vida”. Esse último, é imposto pela sociedade ao seu redor e nem sempre considera aquilo que é importante para você.

Para algumas pessoas, conquistas financeiras e viagens internacionais podem ser um bom indicador de qualidade de vida. Em outros casos a satisfação está em trabalhar com algo que gosta, mesmo tendo pouco retorno financeiro. Ter um tempo com a família, cozinhar para amigos, andar ao ar livre em um local repleto de belezas naturais, ou separar um tempo para jogar algum jogo ou ler um livro.

Seja qual for sua definição, é fundamental que haja equilíbrio físico, emocional e financeiro. De nada adianta, por exemplo, ter dinheiro e não se relacionar bem com a família. Ou então, terminar um curso de doutorado e conseguir um bom emprego, mas não ter saúde para exercer suas funções.

Todo mundo pode empreender?


De acordo com pesquisas realizadas por empresas de estatísticas, os dados deixam claro que boa parcela dos brasileiros sonha em deixar de ser colaborador um dia, para se tornar dono do próprio negócio. As pesquisas indicaram que empreender é o sonho de 66% dos brasileiros. Dentre as opções de mercado, o empreendedorismo digital é a que está mais em alta e proporciona boas oportunidades para quem deseja ser o próprio chefe e melhorar sua condição financeira.

Os avanços tecnológicos facilitaram a troca de informações e conhecimentos, fazendo com que qualquer pessoa possa abrir uma loja digital, trabalhar na internet ou fazer videoaulas sobre algum tema que domina. Não existe um caminho único para se tornar um empreendedor de sucesso. O mais importante é sair de sua zona de conforto e usar seus conhecimentos e habilidades para propor soluções e serviços que possam agregar valor à vida de outras pessoas.

Em todos os aspectos, você deve ser otimista e estar preparado para superar desafios. Perseverança e resiliência são características do perfil de um empreendedor. Vale ressaltar ainda que você terá muito mais chances de atingir seus objetivos se você investir em educação profissionalizante. Cursos profissionalizantes, seja de forma presencial ou a distância, são um pontapé certeiro para o sucesso do seu negócio.

Como manter a qualidade de vida e empreender sem enlouquecer? 


Quem foca demais na vida pessoal ou na carreira não alcança aquilo que deseja, porque as duas coisas andam juntas: é preciso ser uma pessoa realizada para fazer um bom trabalho e, na maioria dos casos, o sucesso na carreira é um dos requisitos para a realização pessoal. 

Portanto, separamos algumas dicas que vão ajudá-lo a encontrar um equilíbrio entre a qualidade de vida e o empreendedorismo. Afinal, tudo na vida exige equilíbrio, não é mesmo? Saber dosar um e outro vai te ajudar a alcançar seus objetivos. 

Primeiro passo: planeje-se adequadamente


O que uma viagem e o sucesso de um empreendimento têm em comum? Essa comparação é estranha, mas em ambas as situações será necessário muito planejamento. No primeiro caso, você deve reservar hotéis, comprar passagens, ou revisar o carro, e criar um roteiro de visitação no destino que vocês escolheram.

Para abrir um negócio, você precisará de um plano de negócios para os primeiros doze meses, no mínimo. Este documento deve conter as metas a curto e médio prazo, e todos os recursos que você precisará para colocar sua ideia em prática.

É interessante também se cercar de pessoas que já empreenderam, que já trilharam o caminho das pedras e que conseguiram chegar lá. Essas pessoas podem te ajudar muito a atingir os seus objetivos, dando dicas e sugestões e no futuro você pode ajudar outros iniciantes, assim como você foi um dia.

Casa é casa, trabalho é trabalho!


Uma das maiores vantagens de ser um empreendedor na internet é que você tem liberdade  para trabalhar do lugar que quiser, inclusive de sua própria casa. Mas isso pode gerar alguns problemas, principalmente se você não conseguir separar as coisas.

Se você não tiver um espaço preparado para isso ou estiver se sentindo solitário, saiba que é possível encontrar coworkings em várias cidades do país. Com isso, você muda de ambiente e consegue se concentrar com mais tranquilidade. Pode ser em uma biblioteca pública, um espaço comunitário entre outros locais que podem te ajudar a mudar de ares e conseguir criar o sentimento de casa é casa, e trabalho é trabalho, algo difícil de separar principalmente no home office

Quando não estiver trabalhando reduza o uso do celular


Os aparelhos telefônicos mudaram a forma como nos relacionamos com parentes, amigos e colegas de trabalho. Com eles é possível responder e-mails, fazer videoconferências com clientes distantes e entrar em contato com sua família no grupo de WhatsApp.

No entanto, alguns profissionais não se desligam do trabalho durante a folga. Essa situação pode se agravar quando você começa a empreender, pois você é responsável por tomar decisões, entrar em contato com clientes e fazer o negócio crescer. Geralmente você está “mais folgado” no fim de semana e decide colocar tudo em dia, um grande problema!

Mesmo que você trabalhe sozinho, é importante aproveitar os momentos em família e com os amigos para relaxar e recarregar as energias nos finais de semana. Manter o celular corporativo desligado aos finais de semana é uma atitude que demonstra maturidade, além de ser fundamental para seu bem-estar físico e mental. Lembre-se que isso não será negligência (exceto casos urgentes) mas uma questão de qualidade de vida que precisa ser levada à risca. 

Separe as finanças pessoais e profissionais


Quem começa a empreender pode se empolgar com os ganhos financeiros e querer fazer várias coisas ao mesmo tempo. Para evitar essa armadilha, é preciso separar as finanças pessoais das despesas relacionadas ao negócio.

Imagine que você começa a produzir pães caseiros por hobby e decide vendê-los para amigos. Com o passar dos meses, você faz um bom trabalho de divulgação nas redes sociais e consegue alcançar vários clientes. Pronto! Um negócio lucrativo e você consegue empreender sem se dar conta.

No princípio, sua conta bancária pessoal até pode servir para receber pagamentos, mas, conforme a demanda pelo seu serviço aumenta, você precisa ter o controle sobre o dinheiro que entra e as despesas, para calcular o retorno de seu investimento.

Só assim você saberá se seu negócio é lucrativo e poderá focar nas ações que trazem mais resultados.

Para empreender e manter a qualidade de vida não se pode procrastinar


Procrastinar é deixar para amanhã algo que pode ser feito hoje. Na maioria dos casos, procrastinamos apenas aquilo que não nos traz prazer e é uma obrigação. Entretanto, certas ações são fundamentais para ter sucesso em sua jornada profissional.

Um aspecto que pode ajudá-lo a evitar essas situações é pensar no porquê de cada atividade que você realiza, e como aquilo pode impactar a gestão de seu negócio. Dessa forma, você elimina da rotina o que não é necessário, aprende a priorizar tarefas e, de quebra, tem mais liberdade para definir seus prazos.

Para empreender com qualidade é necessário traçar metas


As metas servem para orientar a tomada de decisões e fazer com que a gestão cresça ordenadamente. Por isso, estabeleça objetivos diários em sua rotina e faça de tudo para alcançá-los. Você pode se propor a ler um livro durante 12 minutos e correr dois quilômetros todos os dias, por exemplo.

Esses exemplos não parecem importantes quando são analisados separadamente. Porém, você terá lido 84 minutos e corrido 14 quilômetros ao final de uma semana. É possível obter resultados melhores se você manter o ritmo e seguir essas metas até o final de um mês ou ano. Metas são fundamentais para que o empreendedor mantenha-se disciplinado quanto aos seus objetivos e aferezes.

Por último e não menos importante: trabalhe sua inteligência emocional


Os relatórios da OMS já apontam um alto número de doenças mentais, como depressão e ansiedade, em todo o mundo e prevêem o crescimento desse problema nos próximos anos. A saúde mental é uma grande questão para a qualidade de vida hoje e muitos empreendedores já estão começando a voltar sua atenção para ela.

Sendo assim, o conceito de inteligência emocional surge como uma solução para lidar com as emoções e não deixar que você desenvolva um transtorno psicológico que certamente interferirá no trabalho.Além das outras dicas que citamos aqui, ter inteligência emocional é uma forma de encontrar o equilíbrio entre bem-estar e sucesso profissional que será cada vez mais valorizada futuramente.

Esperamos ter ajudado você a prestar atenção nestes detalhes quando for empreender, para que não haja uma confusão entre trabalho e a vida pessoal, afinal de contas, em um mundo cada vez mais agitado, qualidade de vida vale muito para a saúde física e mental de todos nós!