Mercado de Trabalho

Profissões para investir após a pandemia

  • EditorChefe
  • data
  • 0
  • 0

Apesar de todos já estarem cansados da pandemia do novo Coronavírus, a verdade é que só estaremos livre dessa “sombra” que preocupa todas as sociedades após a descoberta, e disseminação em massa, de uma vacina comprovadamente eficaz. Uma das heranças da pandemia serão algumas profissões novas, ou que vinham crescendo, e que agora estão ainda mais em alta. Para isso é necessário, desde já, investir em cursos profissionalizantes e de qualificação, para se preparar para essa nova realidade do mercado.

Entre os principais cursos e profissões que vamos destacar, estão aqueles que dependem, de uma forma ou de outra, da tecnologia para existirem. Obviamente a tecnologia apenas não basta. A internet é uma das principais protagonistas do mundo atual, com ela tudo ficou mais “próximo”. Já imaginou sua vida sem a internet? Essa rede invisível que carrega dados e informações agora é também fonte de empregos e de uma nova fase global em que a presença física dos profissionais começa a ser repensada pelas empresas.

Profissões e cursos para investir


Bem, vamos direto ao ponto. Como já mencionamos a tecnologia e a internet são as queridinhas do momento no mundo corporativo e do mercado de trabalho. Tudo está se digitalizando, seja no mercadinho do seu “Zé” (organizando estoques e fazendo planilhas na nuvem), até processos burocráticos do governo que agora você pode fazer no conforto da sua casa por meio de um aplicativos (renovação de documentos, segunda via de boletos de impostos, agendamentos etc).  

Por isso listamos quatro profissões para você investir em cursos nessas áreas quando a pandemia passar daqui um ano (ou dois).

Gestor de mídias sociais


O gestor de mídias de uma empresa é o responsável pelo engajamento e pela prospecção do estabelecimento (ou marca) nos canais digitais. Pensa sempre estrategicamente as possibilidades de negócios por meio de sites e redes sociais. Atualmente podemos listar esses dois exemplos de cursos nessa área. Um presencial e outro em forma de EAD.

Assistentes de mídias sociais


Semelhante ao gestor de mídias o profissional assistente, como o nome já sugere, presta suporte no setor de comunicação nos canais digitais da empresa, pesquisa marca ou mercados competitivos, executa campanhas nos sites e nas redes sociais da empresa e outras funções, conforme a demanda vinda do gestor de mídias. Um assistente pode fazer algum curso de gestão de mídia ou algo relacionado com marketing digital.

Designer digital entre profissões em alta


Sem sombra de dúvidas o designer digital essa é umas das profissões cada vez mais buscadas pelas empresas e grandes corporações. Com uma demanda crescente de engajamento nas redes é fundamental criar estratégias e ter um foco bem claro em relação ao designer digital da empresa. Esse profissional projeta, com muita criatividade e técnica, as soluções funcionais para telas de diversos dispositivos, você pode encontrar um curso sobre essa profissão aqui.

Motoristas e motoboys


Entre as profissões que dependem das tecnologias e da internet, estão as de motoristas e motoboys (que antes não dependiam tanto assim). Com o crescente desapego dos jovens em fazer uma habilitação, cresce o número de motoristas de aplicativos. Do mesmo modo, cresce a demanda por motoboys que façam entregas para restaurante no sistema delivery. Boa parte dos pedidos dos clientes chega, também, por meio de aplicativos especializados em comidas.

Não há, a princípio, um curso específico sobre como ser um bom motorista ou motoboy. A dica nesse caso é fazer primeiramente, e não poderia ser diferente, uma habilitação, a famosa Carteira Nacional de Habilitação (CNH), cursar em uma autoescola e se inteirar sobre essas atividades.  

Outro ponto importante é ressaltar a importância de buscar uma qualificação seja qual for a área. Leve em consideração que, de acordo com dados do próprio Governo Federal, haverá um aumento no desemprego no próximo ano devido a pandemia do Coronavírus. Logo, haverá mais profissionais qualificados “na praça” à disposição das empresas. Por isso não fique olhando tudo acontecer à sua volta. Começa já um curso profissionalizante e saia na frente no enfrentamento da crise.