Saúde

Pets: redobre a atenção no verão!

  • EditorChefe
  • data
  • 0
  • 0

No verão não são somente os humanos que sofrem com as altas temperaturas, os pets também costumam passar um sufoco danado nos dias mais quentes da estação. Sede, respiração ofegante e língua para fora são uma das cenas mais comuns.

Olhando para esses três sintomas, é fácil imaginar que o cachorro, ou gato, sente calor e está tentando se refrescar de alguma forma. De fato, assim como a gente, os cães e gatos também recorrem a mecanismos para manter sua temperatura corporal estável em dias quentes. 

Hipertermia nos pets: como identificar


Conforme especialistas e médicos-veterinários, a hipertermia canina, por exemplo, é caracterizada pelo aumento da taxa metabólica, com aceleração no ritmo respiratório, a fim de regular a temperatura corporal basal. A língua para fora e a respiração ofegante, portanto, estão entre os primeiros sintomas de que o pet está com calor.

Quando o cachorro, ou o felino, se encontram em situações extremas e não conseguem baixar sua temperatura, esse processo de taquipnéia pode dar início a um quadro de desidratação, levando a um colapso respiratório. Entre os sintomas mais notórios nestes casos estão: 

  • Respiração ofegante;
  • Salivação excessiva;
  • Apatia/prostração;
  • Andar cambaleante;
  • Confusão mental;
  • Vômitos e diarreias;
  • Taquicardia; 


Os sintomas da hipertermia são progressivos, ou seja, eles pioram de acordo com a evolução do quadro. Ao perceber que seu cachorro ou seu gato sente calor, procure refrescá-lo imediatamente. E, ao contrário do que muitas pessoas às vezes pensam, os pelos protegem os animais do calor em vez de aquecê-lo.

Em caso de calor extremo, o que fazer com os pets?


Em condições normais, cães e gatos têm seus próprios métodos para se refrescar nos momentos de calor. É o que acontece, por exemplo, quando o pet se deita com a barriga no chão frio. Outras medidas, porém, dependem bastante da iniciativa do tutor. A seguir, confira algumas dicas do que fazer ao perceber que os pets estão com muito calor.

  • Ofereça água fresca em abundância;
  • Leve o pet para um local fresco e com sombra;
  • Passe um cubo de gelo na barriga do cão, isso também ajuda a refrescá-lo;
  • Caso ele esteja fazendo atividade física, interrompa o exercício imediatamente,
  • Estimule os pets a se deitarem sobre uma superfície fria. Hoje em dia, é possível encontrar tapetes gelados próprios para cães em lojas de pet shop. 


Tenha em mente que essas medidas devem ser adotadas de preferência antes que o pet entre em um quadro mais grave de hipertermia. Se, além de respiração ofegante, os pets apresentarem outros sintomas, como confusão mental, tente refrescar o pet e o leve imediatamente a uma clínica veterinária de pronto atendimento.

Como manter os bichinhos refrescados durante o calor


Sentir um leve aumento da temperatura corporal após uma brincadeira intensa ou passeio é normal e inevitável. No entanto, quando perceber que seu bichinho de estimação sente calor a ponto de se tornar um problema, vale a pena seguir algumas recomendações:

  • Mantenha o pet em local fresco e arejado;
  • Em dias de muito calor, evite a prática de exercícios muito vigorosos;
  • Evite passear com o pet nos horários mais quentes, entre as 10h e às 16h;
  • Nunca deixe o cachorro trancado no carro ou em outros locais sem ventilação;
  • Ofereça água em abundância, inclusive ao passear, com a ajuda de garrafas portáteis;
  • Fique atento ao peso do cachorro. O excesso de gordura contribui para o aumento da temperatura corporal;
  • Dê banhos regulares e capriche na tosa dos pets. 


Gostou das nossas dicas? Saiba que o segmento pet é um dos que mais crescem no Brasil, aproveite a oportunidade para faturar um bom dinheiro, empreender ou trabalhar como auxiliar de veterinário e pet shop.



Separamos esse curso para você saber mais sobre esse setor incrível. Vale ressaltar que há várias outras opções de trabalho que envolvem os pets! Como dog walker, por exemplo, quer saber mais? Acesse esse link!